25
Jun 14

 

 

 

 

 

 

 

 



Antoni Gaudí, em foto de 15 de março de 1878, Barcelona, Espanha, por Pau Audouard.



Nome completo: Antoni Placid Gaudí i Cornet

Nascimento: 25 de junho de 1852
Reus ou Riudoms

Morte: 10 de junho de 1926 (73 anos) em Barcelona

 

Obras notáveis:


Templo Expiatório da Sagrada

 

Família, Casa Milà, Casa Batlló


Gaudi deixou um impressionante legado arquitetónico.
As obras de Gaudi revelam um estilo único e individual e estão em sua maioria na cidade de Barcelona.

Grande parte da obra de Gaudi está dominada pelas suas grandes paixões: a arquitetura, a natureza e a religião. Gaudi dedicava bastante atenção aos mais ínfimos detalhes de cada uma das suas obras, incorporando nelas uma série de artes que dominava, tais como: a cerâmica, o vitral, o ferro forjado e a marcenaria.

Introduziu novas técnicas no tratamento de materiais, como o trencadís, realizado com base em fragmentos cerâmicos.

Depois de vários anos sob influência do neogótico e de técnicas orientais, Gaudi tornou-se parte do movimento modernista catalão, que atingiu o seu apogeu durante o final do século XIX e início do século XX. O conjunto da sua obra transcende o próprio movimento, culminando num estilo orgânico e único, inspirado na natureza. Gaudi raramente desenhava projetos detalhados, preferindo a criação de maquetes, onde modelava os detalhes à medida que os concebia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

A obra de Gaudi é amplamente reconhecida internacionalmente e objeto de inúmeros estudos, sendo apreciada não só por arquitetos, como pelo público em geral. A sua obra-prima, a inacabada Sagrada Família, é um dos monumentos mais visitados de Espanha. Entre 1984 e 2005, sete das suas obras foram classificadas como Património Mundial pela UNESCO.

publicado por Isabel Botelho às 00:04

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO