18
Mai 13
O vestido de noiva pode muito bem ser curto, se a noiva assim o entender, atendendo, ao seu gosto pessoal e ao tipo de cerimónia e de festa que idealizou.


Se  a cerimónia é  oficializada apenas pelo registo civil, muitas noivas preferem essa opção.


No caso da cerimónia e festa serem realizadas ao ar livre, por exemplo na praia ou num jardim, um vestido curto torna-se mais prático e funcional, pois não se arrisca a "varrer" a areia com o vestido, ou a humedecê-lo e sujá-lo, quase de imediato, no contato com o relvado, ou com terraço.


Mesmo ocorrendo no interior, há cerimónias que, pelo sentido despretensioso e pela simplicidade, que os noivos desejam imprimir ao clima da sua festa, justificam a escolha de um vestido curto.  
No caso de segundas núpcias, o uso de um vestido curto, por parte da noiva, também é uma decisão  recorrente.



Muitas vezes, as noivas elegem, de bom grado, vestidos de cores, que não apenas a branca, ou apõem aplicações e adereços de outros tons, que podem resultar numa harmonia, se forem escolhidos tons próximos, ou pelo contrário, num contraste, se a opção recair em tons opostos .








Os vestido curtos também podem resultar num investimento, na medida em que, ao contrário dos compridos, podem muito bem, ser usados mais vezes, noutras ocasiões, Para tal, basta mudar apenas acessórios ou adereços e o vestido parecerá outro.












publicado por Isabel Botelho às 13:53

Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11





mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO