20
Abr 13





Em 1928, o cheiro guloso do chocolate começou a espalhar-se pelo bairro lisboeta de Alcântara com a fundação da primeira fábrica da Regina.



Nascia então a indústria do turismo e o Estoril afirmava-se como o primeiro destino chic e cosmopolita do país com a Costa do Sol a publicitar-se dentro e fora de portas.



A Regina, marca seleta de chocolates, aproveitou a moda para lançar uma curiosa novidade: as tabletes Costa do Sol, dedicadas especialmente aos turistas, e que agora se reeditam. 


Entre as décadas de 30 e 40 do século passado, foram-se sucedendo as tabletes com vistas do Estoril, ilustrações de banhistas e elegantes barcos de recreio.





A Regina reinava no mercado português, com chocolates que pertencem à memória alimentar coletiva portuguesa. 



Quem não se recorda das icónicas Sombrinhas...


...do Coma Com Pão 














ou do chocolate Bebé, prémio das inesquecíveis máquinas de furos.















Em 1970, 500 operários fabricavam 15 toneladas diárias de produtos Regina mas, nos anos 90, a empresa viria a encerrar.








Graças à antiga concorrente Imperial, de Vila do Conde, que comprou a marca e a relançou em 2002, voltou com o sucesso de sempre, e para felicidade de tantos.

Em 2012, quando tantos estrangeiros descobrem Portugal, regressam os Chocolates para Turistas, sempre atuais, muito deliciosos e incrivelmente charmosos.



publicado por Isabel Botelho às 23:15

1 comentário:
Quem não gosta?
O LADO B por Isabel Botelho a 21 de Abril de 2013 às 00:03

Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


25
26

28


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO